segunda-feira, setembro 24, 2007

Preparemo-nos para a invasão!

A Região de Turismo da Serra da Estrela (RTSE) produziu uma tradução para castelhano do fantástico folheto "Serra da Estrela — Onde a natureza vive"! Recordo que esse folheto foi objecto de uma análise bem humorada (rir para não chorar) do Cova_Juliana do Estrela no seu melhor, que expunha a ridícula falta de profissionalismo (e de gosto) com que tinha sido feito.

Pois bem, de não prestar atenção ao que se diz não podemos acusar a RTSE. Nesta nova edição, foi feito um esforço para... Não direi corrigir mas, pelo menos, enfrentar algumas das críticas feitas à edição original, em português. Mas foi pior a emenda que o soneto!

Ande, comece bem a semana (rir para não chorar), vá ao Estrela no seu melhor ver como se esbanjam fundos (dos nossos impostos) a brincar aos criativos! Veja com os seus próprios olhos o que a RTSE considera uma promoção digna de um destino turístico de qualidade...

E prepararemo-nos para a chegada em massa dos nuestros ermones espanholes (possível tradução para castelhano da RTSE de nuestros hermanos españoles).

3 comentários:

Anónimo disse...

Quem teria sido o (a) incompetente da Empresa a fazer a tradução?
Naturalmente a RTSE não pediu a ninguém que revisse os textos depois de traduzidos...
Mais uma falta de qualidade e ambição na projecção crdivel do que poderia ser o destino Serra da Estrela junto dos nuestros hermanos.
Mais uma vez a falta de rigor nas escolhas das Empresas e das pessoas... Continua o amadorismo na RTSE, enquento as outras Regiões se profissionalizam... ALGARVE...AVEIRO...LISBOA...
É PENA!
Joao Mesquita

al cardoso disse...

Talvez devido a proximidade da fronteira essse folheto foi escrito em "portinhol", ou "castelhones"!!!

Francamente e necessario muito mais profissionalismo!

Um abraco serrano do d'Algodres.

Jose Quintela disse...

Pois! Mas para isso há que ter profissionais competentes...e isso a RTSE não tem nem nunca virá a ter. Enquanto fôr só para amigos e afilhados...politicos e outros que tais...
Se tivessem vergonha demitiam-se e deixavam para conhecedores e gente formada na área... mas depois para onde iam trabalhar? Quem os queria? eo os ordenados chorudos que devem ganhar...quem lhes pagaria se não fosse onde estão? A verdade é só essa...enquanto não se profissionalizar o Turismo não esperem milagres...
Um abraço
José Quintela

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!