domingo, dezembro 10, 2006

Aviso à navegação

Aviso os leitores que o Cântaro Zangado vai migrar para o blogger beta. Em princípio, nada será alterado. O blog manter-se-á com o mesmo endereço e essencialmente com o mesmo visual. Mas, fica o aviso, pode haver alguns sobressaltos...

Já que estamos com assuntos administrativos, gostava de dizer que, clicando no ícone que diz "Some rights reserved" (à direita, depois do arquivo), fica a conhecer as condições em que pode usar conteúdos retirados deste blog. Basicamente, pode fazer tudo o que está dentro dos limites do bom senso e da boa educação. Ou seja, pode copiar, pode alterar, pode oferecer, vender ou alugar. Não pode é legalmente impedir ninguém a quem forneça material baseado no Cântaro Zangado, de igualmente o copiar, alterar ou oferecer, vender ou alugar a quem quer que, por seu turno, esse alguém entenda. Este blog é livre (ou seja, pode fazer com isto o que entender), e desejamos que permaneça livre (ou seja, não pode impedir ninguém de fazer com isto o que ele entender). Ou seja ainda, com material publicado neste blog, só é proibido proibir. É claro?
Dito isto, entenda-se que se usar texto ou imagens do Cântaro Zangado, é próprio de gente bem formada indicar a fonte. Os termos de cópia até obrigam a isso. Mas se não o fez, deixe lá, não se preocupe que nós também não.

4 comentários:

"O Padrinho" disse...

Eu tb quis migrar a Máfia mas ainda não me deixou.

ljma disse...

Deve estar para breve. Eu sei de um blog mais recente que o Cântaro que mudou antes. Se calhar, os últimos são os primeiros a mudar, sei lá...

mário venda nova disse...

A alteração para a versão beta do blogger é aleatóriaa, neste momento. Os novos blogues já são construídos na versão beta. É um passo em frente na bloguesfera, espero que a vossa alteração se faça sem sobressaltos!

ljma disse...

Olá, Mário! Obrigado pelos votos! Fizemos a migração sem problemas de maior, mas a verdade é que não nos lançámos numa aventura visual como a que tu arriscaste (com um sucesso que faz inveja) n'O Elogio da Sombra. Connosco, até ver, tudo bem...

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!