quinta-feira, novembro 09, 2006

Vivan los árboles!

Um gigante solitário Citação de Miguel de Unamuno:
Hubo árboles antes que hubiera libros, y acaso cuando acaben los libros continuen los árboles. Y tal vez llegue la humanidad a un grado de cultura tal que no necesite ya de libros, pero siempre necesitará de árboles, y entonces abonará los árboles con libros.

(retirado de "Árvores e Arbustos do Sudoeste Europeu", coordenação de Adelaide Almeida, editado pela Beirambiente)

Miguel de Unamuno era Reitor da Universidade de Salamanca quando se desencadeou a guerra civil. Teve problemas com os franquistas, nomeadamente por se ter escandalizado com o slogan "¡Viva la muerte!", gritado por algum falangista mais fanático. Toda a vida foi um intelectual. Escreveu vários livros. Era, em suma, alguém que amava os livros. Pelos vistos, não amava menos as árvores.

Viva Don Miguel!

2 comentários:

pedro n. t. santos disse...

Alguém que ama as árvores é alguém que ama a vida...é alguém que não passa ao lado do que é essencial nesta migalha de tempo que o Universo nos concede...abençoados os que vêm a luz...

ljma disse...

Depois de escrever à pressa este post, resolvi pesquisar um pouco mais em detalhe o episódio da vida de Don Miguel que referi (sobre o slogan "Viva la muerte"). As minhas palavras são escusadas. Veja você mesmo aqui, aqui e aqui, por exemplo. Vivam os homens assim!

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!