quarta-feira, agosto 16, 2006

Sem comentários

De acordo com a sempre presente preocupação da harmoniosa integração paisagística dos seus empreendimentos, no início de Agosto a Turistrela pintou a estalagem da Varanda dos Carqueijais com a cor que se pode apreciar na fotografia. Palavras para quê?

6 comentários:

ljma disse...

Que tom de vermelho é este? Mmmm.... Vermelho Vodafone?

Anónimo disse...

Como muitos sabem, em dias muito claros de Inverno é possivel observar a Serra de Gredos desde as encostas da Serra da Estrela. É uma bela visão; um grande manto branco na linha do horizonte.

Á alguns anos eu tinha acabado de chegar ao cimo do Almanzor, em Gredos. O dia estava claro, a luz Invernal muito límpida, ideal para a fotografia e geral disfrute. Olhei para Oeste e identifiquei claramente a Serra da Estrela coberta pela neve. Ao olhar com mais atenção, qual não foi o meu espanto quando descobri um ponto avermelhado na vertente. Fantástico! Com tanta coisa bonita para ver tinha logo de descobrir o miserável hotel da Turistrela.
Garanto-vos que esta história é verdadeira.
Num dia bastante claro é de facto possivel avistar desde Gredos aquela aberração da arquitectura contemporânea, qual marco emblemático da mediocridade Lusitana.

Paulo Roxo

O Cona da Mãe disse...

Esta é que eu n tinha visto!! Tamanho bom gosto sim senhor!!

al cardoso disse...

Com este espirito patrioteiro ultimamente, esta explicado; pois se ja existia o verde, faltava o vermelho da nossa bandeira, (ou sera encarnado).

Paulo Almeida Santos disse...

Uma verdadeira aberração no já moribundo Parque Natural da Serra da Estrela...
Incêndios, pistas de ski, pressão urbanística, estradas, visitantes em massa...
Será possível deter os sucessivos atentados ambientais nesta Área Natural?

ljma disse...

Paulo Roxo, a estalagem era rosa claro antes desta intervenção. Compatível com "um ponto avermelhado na vertente", mas infinitamente menos berrante do que o aspecto actual. Rosa ou cor vermelho vodafone, é uma vergonha que não devia ter sido construída. Hotéis sim, mas no vale. Que não mandem isto abaixo, ainda vá, agora que insistam em "aproveitar" os mamarrachos da Torre, dos Piornos e das redondezas do sanatório, e que falem em construir mais ainda na vizinhança da Varanda dos Carqueijais, nas Penhas da Saúde, na Lagoa Comprida e no Vale do Rossim é absolutamente imperdoável!

cona da mãe, com um nickname assim, não pode dar sermões sobre bom gosto, caramba;)! Vá, agora a sério: não é só uma questão de bom ou mau gosto. Em tempos que não sei se já passaram ou não, o PNSE tinha um regulamente para o aspecto exterior das construções extremamente rígido (e bastante criticável; por exemplo, dizia-se que os edifícios deveriam ter o exterior em madeira ou em granito da Serra, mas era proibido apanhar granito na serra! Se não é para criar mau ambiente e gerar contestação, não sei para que seja. Mais valia [e mais vale, eu voto a favor] proibir, pura e simplesmente, a construção!). Aparentemente, este regulamento foi revogado, ou decidiu-se que não se aplica às construções da Turistrela? Sei lá!

Al Cardoso, este artigo esteve para se chamar "As cores da nossa bandeira", mas já lá vão dois, aqui no Cântaro, em que usei esse mote: este e este.

Paulo Almeida Santos, não estou por dentro das questões da conservação (sou físico, não biólogo) mas, como leigo, pergunto-me muitas vezes se há realmente áreas protegidas em portugal. Vejamos, ardem como as outras; não se conseguiu evitar a extinção do lince na Malcata, do lobo na Estrela, da águia real no Gerês (ainda resta uma, ao que parece); "permitem-se" na Arrábida as construções das casas de férias de pessoas importantes (deviam ter mais vergonha na cara, ou deviamo-la ter nós, por lhes continuarmos a dar a importância que não sabem merecer) e permite-se (já sem aspas) a laboração de pedreiras, cimenteiras e agora a coinceneração... Bah! E devpois vêm dizer que não podemos bivacar (não se trata de montar acampamento, é apenas pernoitar, só eu e o meu saco de dormir), na Serra da Estrela! Bah!, outra vez.

Obrigado a todos pelos vossos comentários. Tenho estado offline, daí o atraso desta resposta.

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!