terça-feira, maio 16, 2006

E porque é que falo nisso?

Se o requerimento dos dois deputados comentado no post anterior é irrelevante, porque é que o Cântaro Zangado se refere a ele? Esta pergunta faz sentido, até porque o Cântaro não se quer meter nessas lides dos partidos políticos. Antes pelo contrário, o Cântaro gostava congregar para a sua defesa de uma serra a sério pessoas de todas as áreas do espectro partidário, coisa que não é muito viável se começar a comentar a vida e a lógica partidárias.
Falei neste assunto porque me incomoda que seja tão generalizada a ideia de que o que a serrra necessita para o seu desenvolvimento sejam intervenções como estas. Vejamos, ao longo da estrada N339 (Covilhã-Seia) a cobertura de rede é bastante aceitável. Entre a Torre e o Vale do Rossim, pelos trilhos, enfim, podia ser bem pior. Claro que há locais, principalmente no fundo dos vales e depressões, onde o sinal não chega, mas paremos para avaliar os inconvenientes de uma eventual decisão de alargar a todo o território do PNSE a cobertura de rede de telemóvel: é necessário espetar antenas em sítios remotos, lindíssimos, que eu preferia que continuassem ao abrigo destes mamarrachos; são necessárias vias para transportar os equipamentos e para permitir o acesso das equipas de manutenção, que serão inevitavelmente aproveitadas por piqueniqueiros, pares de namorados sem "ninho" e por construtores civis para despejar os lixos e entulhos resultantes das suas actividades; corre-se ainda o risco de (na mesma lógica da irrelevância) os autarcas, nas vésperas das eleições, resolverem asfaltar estes acessos para mostrarem obra, dando resposta ao que chamam "legítimos anseios das populações das freguesias rurais" e "desenvolvendo" o turismo (para muitos autarcas, o turismo na serra só existe em duas variantes: ski e voltinhas dos tristes).
Quanto à questão da segurança, gostava de mostrar uma outra atitude: nas terras altas da Escócia, tem feito correr alguma tinta (penso que a discussão ainda continua, mas posso estar enganado) a questão de saber se o trilho mais simples (logo, o mais frequentado) para a ascensão do Ben Nevis (a montanha mais alta das ilhas britânicas, com perto de 1300 m de altitude) deve ficar assinalado com mastros de madeira pintados, bem visíveis e próximos uns dos outros, ou se se deve antes manter a tradicional sinalização com montinhos de pedra, relativamente afastados. Um dos argumentos dos que são contra esta modernização é que ela vai encorajar montanhistas inexperientes a meterem-se em trabalhos para os quais não estão à altura, aumentando assim a perigosidade do trilho. Não é o mesmo com isto dos telemóveis? [Já agora, deixem-me dizer que, obviamente, não há estradas asfaltadas ou telecabines para aceder ao topo do Ben Nevis. Também não há lá no cimo nenhum centro comercial, nem sequer uma cafeteria. No entanto, 150 000 pessoas sobem a montanha cada ano. Como dizia o Peça, "e esta, hem?"]
Admito que a minha opinião não seja partilhada por quase mais ninguém mas cá vai: para mim o montanhismo (que classifico como uma forma de turismo) é uma actividade na qual, como em poucas, podemos exercitar o nosso sentido de responsabilidade, desenvolver os nossos recursos físicos e psicológicos e na qual somos obrigados (com ou sem telemóveis) a ter muito respeito pelo meio envolvente, devido às graves consequências que podem resultar de um erro ou de uma distracção. Só assim, nestas condições, é que a experiência da serra faz sentido para mim, só assim é que verdadeiramente gozo a serra. O requerimento dos telemóveis dá algum contributo para o aprofundar das experiências de que podemos, nesta perspectiva, usufruir na serra? Não. O que acabo de dizer não aquece nem arrefece os que não partilham a minha maneira de gozar a serra, claro. Mas a esses, principalmente aos que querem passear sentindo-se 100% seguros, sugiro que considerem antes passeios pelo parque de estacionamento do hospital da covilhã, mas vejam lá, não se afastem muito da porta de entrada das urgências, não vá acontecer alguma... (Estou a brincar, claro. Venham à serra que tanto é minha como vossa e cada um que a goze como entender. Mas vão pensando nisto...)
Por tudo isto, pode ver-se que se por um lado o Cântaro Zangado acha a petição dos deputados irrelevante, por outro acha-a extremamente perigosa.

21 comentários:

Menino Mau disse...

continue caro cantaro zangado a denunciar os podres da nossa região !força!

ljma disse...

Obrigado pelo encorajamento, menino mau. Mas olhe, se não continuar a aparecer aqui pelo Cântaro regularmente ponho-o de castigo no armário escuro, ouviu? ;)
Um abraço!

Menino Mau disse...

serei habital...tenho medo do papão e do lobo mau ....hehehe

Menino Mau disse...

na Polónia toda a gente ia para as montanhas do tatras e não havia esfalto.aliás o montanhismo para eles é uma religião.todos os fins de semana milhares e milhares de polacos rumavam às montanhas.

ljma disse...

E é o mesmo na Eslovénia (que conheço melhor): a montanha não é "desenvolvida" propositadamente pensando nos que a querem gozar como ela é. Não há turismo na Eslovénia? Há-o, sim, e todo o ano, não é só para a neve! Na eslovénia é proibido sobrevoar a baixa altitude as montanhas (nem sequer no quadro de exercícios militares) para não perturbar a vida selvagem e os que passeiam pela serra. E a eslovénia é um país pequenino e montanhoso, onde deve ser difícil manobrar um avião a jacto sem se sobrevoar alguma zona montanhosa...Claro, a tradição é que toda a gente passeie pelas montanhas, sendo de bom tom que, ao longo da sua vida, cada esloveno percorra a pé todo o país (não de uma vez, claro). E pensar que se encontra a pouco mais do que 1500km de distância...

Blog Cortes do Meio disse...

Caro José,

deixo-lhee dois links que gostaria que você lê-se e eventualmente comentasse. Aqui vai:
-http://www.portadaestrela.com/index.asp?idEdicao=175&id=7984&idSeccao=1477&Action=noticia

- http://blog.sergiocarvalho.com/124135/


Pode contar sempre com o nosso apoio na defesa das suas causas e porque não, nossas causas e de muitos outros.

Cumprimentos.

ljma disse...

Olá, Cortes do Meio,
Agradeço as pistas que me têm enviado, mas desta vez não vou poder reagir de imediato. Seja como fôr, é bastante reveladora a opinião daquele esquiador que se exprimiu em inglês... Não levem a mal não pegar já nisto. Força para o vosso blog!
José Amoreira

Blog Cortes do Meio disse...

Caro José,

Não tem necessáriamente de reagir de imediato. Isto, é um acumular de situações que... enfim. Ficamos contentes por ter consultado os links que indicámos, são bastante reveladores de uma situação insuportável.

Cumprimentos.

Menino Mau disse...

tem de meter um RSS feeder ou uma newsletter no blog

ljma disse...

Há dias o fixer disse que ia adicionar o Refúgio da Montanha ao "leitor" para não perder um post. Agora o menino mau diz-me que meta um RSS Feeder ou uma newletter no blog. Caramba, eu não sou assim tão cota, mas não faço a menor idéia do que nem um nem o outro estão a falar. Suspeito que são coisas relacionadas, mas... Alguém me ajuda? (se calhar usamos o email directo, para não enchermos aqui o cântaro com tecnopaleio, não tarda nada ainda estamos aos gritos uns com os outros sobre se o linux é melhor que o windows, sobre se o vi é melhor que o emacs ou sobre se o fortran é melhor que o c++... Credo, NÃO! [Mas a resposta às três questões é, evidentemente, sim ;])

João L. disse...

Caro Cântaro, então não está a ver? Imagine que os Srs. Deputados e a respectiva família vão à serra. Depois de comprarem um galo de Barcelos, um casaco de peles feitos no Cartaxo e uns enchidos de Estremoz no local mais alto de Portugal continental, ás tantas, resolvem dar um passeio e afastam-se aí uns 50 m do automóvel, perpendicularmente à estrada em plena natureza selvagem, e dão de caras com uma lagartixa. Em pânico, tentam voltar para trás mas um animal selvagem com o corpo coberto de lã e que faz méééméééé barra-lhes o caminho. Sem o telemóvel para pedir socorro a situação poderia tornar-se dramática. Quer para eles, quer para a lagartixa e para a ovelha que, ao observar os Srs. Deputados e família em pânico, poderiam, elas próprias, ficar irremediavelmente traumatizadas.

Um simples requerimento, às vezes, não é o que parece !

ljma disse...

Uma ovelha? Pensei que estava a falar de um lobo! E são os piores, esses que fazem mééééé... Boa, boa!

Menino Mau disse...

vá ao site da tsf e/ou da sic e onde tem escrito RSS com umas letras a laranja tem lá a explicação.vários blogs já utilizam RSS ou XML.exemplos:o bloguitica, o tomarpartido,o blásfémias e passe a publicidade o 1001 desportos (o blog que eu dinamizo).faça uma pesquisa que vai ver que vale a pena.bom,deixa-me ir ,senão o cantaro fica zangado e prende-me no quarto escuro.hehehe

João disse...

é por causa da "profundidade" deste tipo de iniciativas que eu ando há uma semana afastado de tudo, um abraço da Montanha

ljma disse...

Olá João! Tenho notado que tem o Montanha meio parado, há já uma semana. Já tive para lhe lá deixar uma reclamaçãozinha... ;) Mas toda a gente tem direito a umas férias de vez em quando! Um abraço!

João disse...

Obrigado pelo incentivo amigo José. Um abraço.

ljma disse...

menino mau, meti aquele quadradinho cor de laranja do RSS ao lado do botão do blogger. Era qualquer coisa assim que me estava a pedir? Aquilo trabalha? Como é que posso usar aquilo?

Menino Mau disse...

Aqui está um exemplo de tudo explicado.
http://www.rtp.pt/wportal/informacao/rss/index.php#rss
Acho que sim ,que é aquilo.eu agora não posso experimentar porque não posso fazer downloads.
mas para fazer a experiencia sugiro o seguinte:tem de fazer o download de um agregador de rss ou de leitores de RSS.neste link tem vários programas desse tipo.Depois com a morada do seu blog feeder que neste caso é "http://feeds.feedburner.com/OCntaroZangado " pega na mesma e no programa que fizer o download tem uma opcção para "alimentar o seu leitor de rss".ou seja ,cola a morada. e doravante sempre que fizer um post, quem tiver subscrito o rss e ligar o leitor de rss,recebe o post sem ter que ir ao blog.isto parece complicado. eu ao principio também tive às aranhas ,mas lá me desenrasquei.o mais dificil já está que é criar o feedburner.

UheccaGil disse...

Eu não queria juntar mais confusão, mas o Firefox já vem com isso.... Com Rss...
E quanto ao tema do post... Bem, só tenho a dizer que a cobertura de rede que há, chega e sobra. Não sei qual é a piada de estar em cima de uns skis e telefonar à mamãe a dizer o que tá a fazer. há mais probabilidades de bater com as fronhas no pinheiro mais próximo. Se houver! ao ritmo que andam a arder, nem sei...
Gostei dessa da ovelha.

al cardoso disse...

Tambem adorei o comentario da lagartixa e da ovelha. ainda estou a rir.

So queria fazer uma pergunta, sera que ainda alguem se lembra como viviamos antes do telemovel? Ainda nao foi assim a tanto tempo.

Continue amigo que esta no caminho certo.

Um abraco beirao.

UheccaGil disse...

Eu lembro. E só tenho 25 aninhos... E acredite, não me faz falta nenhuma quando lá estou. Aliás, a falta de rede é uma benção!
Ainda me lembro quando era preciso ir ao café ao lado telefonar! Ou irem lá bater à porta porque 'o seu irmão está ao telelfone!'
Depois tínhamos que ir à curva do Karting no Tortosendo para usar o telemóvel. Agora? Até na Ribeira das Cortes já consigo mandar mensagens. Acabou-se o sossego...

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!