quinta-feira, maio 25, 2006

Aviso à navegação

Quando configurei este blog permitindo os comentários de anónimos, fi-lo conscientemente, pensando que queria que todos comentassem à vontade, mesmo aqueles que o desejassem fazer sob a protecção do anonimato. Toda a gente pode comentar no Cântaro, e não quero obrigar ninguém a ser confrontado de manhã, na "vida real", com opiniões que manifestou, "virtualmente", na noite anterior. Claro que, em contrapartida, me sinto perfeitamente à vontade para apagar comentários que eu considere insultuosos (felizmente, ainda não tive que o fazer mas suspeito que lá chegaremos). Chamemos-lhe regras de boa educação, chamemos-lhe censura, o que seja. Sei que há blogs onde tudo é permitido, mas este não é um deles. Entre proibir os comentários de anónimos e sujeitar-me a ser acusado de censor, prefiro a segunda possibilidade. Este é o meu blog e eu sou o principal responsável por manter o nível, coisa que tenciono fazer, à luz dos meus critérios.

4 comentários:

UheccaGil disse...

Hehehe.... assustou-se? Eu chamo aquilo parvoeira sazonal. De vez em quando lá aparece um idiota que acha que sabe mais que os outros e não hesita em insultar.
Perguntaram-me se não podia ter apagado o primeiro comentário desagradável. Podia. Mas ia sentir-me censora e odeio essa sensação. Acredito na liberdade de expressão mas com bom senso, boa educação e boa dose de civismo e inteligência.
Infelizmente acontece baterem-me à porta pessoas que não têm a mínima noção do que isso é.
Não devia mas, no fundo, diverti-me imenso a responder! Exercita a mente...
E perdoo-lhes a imbecilidade. Coitadinhos. Sei que não têm intenção de ofender.

Mas não se assuste! Existe a pontapé a quantidade de gente que acha que aquilo que tem para dizer é muito importante. E não se abstém de o fazer, mesmo que seja a mais perfeita imbecilidade.
Aguente-se à trancada que, um dia, hão-de chegar cá.
Infelizmente...
Um abraço e obrigada pelo seu comentário!

ljma disse...

Olá, Uhecca! Não, não foi só (mas também, também...;) por causa do seu qui pro quo que publiquei este artigo. Aliás, o que se passou no seu blog foi até muito civilizado, comparando com o que às vezes aparece na Máfia da Cova, um blog levado da breca de danado cinco estrelas cá da Covilhã. Achei que mais tarde ou mais cedo teria que explicar as linhas com que quero coser o meu blog, e pareceu-me apropriado fazê-lo hoje.

al cardoso disse...

E faz muito bem!

Saudacoes serranas.

UheccaGil disse...

Sem dúvida, faz muito bem. Mau mesmo é quando, não querendo, se tem que saber da existência deste tipo de pessoas. Entristece-me muito que se concretizem à custa do gozo e destruição daquilo que os outros fazem. Mas como diz um amigo: é a bidinha! Bola para a frente! Finta-se e já está.
Não se perder muito tempo com o assunto e ainda no divertimos!

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!