domingo, maio 09, 2010

As cores da serra

Do "meu" lado, a serra está esta semana vestida principalmente de amarelo da carqueja-amarela. Mas notam-se por todo o lado tufos de verde-claro das folhas novas dos carvalhos, das bétulas, das cerejeiras, dos castanheiros. Já esteve mais arroxeada da urze-roxa, mas ainda restam algumas áreas dessa cor. E a ajudar está o rosmaninho, que ainda está florido. Para a semana, as cores predominantes serão outras. Dos lados de lá (poente, norte), as coisas são algo diferentes, claro.

Experimente visitar a serra sem ligar ao que os serranos costumam sugerir. Ou seja, não venha à neve. Nem sequer venha à Torre, que deve bem ser o local mais desinteressante de toda a serra. Fique-se por uns passeios nas redondezas das aldeias e vilas no sopé. Manteigas, Unhais, Loriga, Videmonte, Folgosinho, etc, etc, etc. Nem imagina o que perde se nunca se perder por aqui. Ou suba até à Torre, sim, mas da única maneira em que é compensadora uma chegada à Torre: a pé. Cansado mas vivo, sentindo o vento na cara, o coração no peito e o chão nos pés.

Apesar de tudo o que lhe temos feito, e apesar das opções absurdas que temos escolhido para a sua promoção turística, acredite: a serra (ainda) é uma maravilha, pelas suas paisagens e pelo seu ambiente. E, nesta altura, todas as semanas está diferente. Aproveite enquanto é tempo!

1 comentário:

Rotiv disse...

Bonito registo ;)
Para mim a serra tem mais encanto na primavera!
Abraços

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!