quinta-feira, julho 16, 2009

Um bom sinal

Hoje de manhã, perto do parque da floresta, sobre a Covilhã, estava um esquilo morto, atropelado no meio da estrada.
É, apesar de tudo, um bom sinal.

15 comentários:

TPais disse...

Uiii!!! Estamos com uma visão muito positiva hoje, não???eheh!

Rui Peixeiro disse...

Sinal que ainda existem esquilos na serra????

Nunca consegui ver nenhum, cá pela Serra da Estrela. Já vi coelhos, javalis, raposas, ... esquilos é que não.

Mas, já agora aproveito para perguntar. E Lobos, ainda há pela Serra da Estrela. Nunca vi nenhum, mas há uns 20 anos o meu avô garantiu ver um. Desde aí nunca mais tive noticias sobre eles!

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

O José conseguiu ver o "sinal positivo" do acontecimento, ou seja, o atropelamento só é possível porque existe uma população no local.

Resta saber algumas coisas importantes, como a real dimensão destas populações de esquilo na Serra da Estrela ou como estas se estabeleceram neste território.

A história do esquilo, como a da cegonha-branca (por exemplo), tem sido um sucesso.

No entanto, há espécies mais sensíveis a alterações e perturbações do seu habitat. O lobo, infelizmente, foi uma das espécies que não resistiu à progressiva humanização da área do PN da Serra da Estrela e consequente fragmentação e diminuição do habitat disponível.

E tudo isto aconteceu, a acreditar em relatos que todos conhecemos e que o Rui refere, num espaço de tempo relativamente curto.

O lobo não tem a vida facilitada, por ser um predador de topo e, ainda por cima, por séculos de cultura que propaga o ódio a incita à perseguição desta espécie.
Deste modo, apesar de existirem ainda lobos a Sul do Douro (no Norte do distrito de Viseu), apenas as populações da Serra da Peneda e outras existentes em certas zonas de Trás-os-Montes aparentam ter capacidade para serem sustentáveis (isto se as actuais condições não se degradarem, evidentemente).

ljma disse...

Olá, amigos!
Pois, como disse o Pedro, a coisa é mesmo essa: o facto de serem atropelados esquilos mostra que existem. (Um pouco como o Descartes, mas em versão mais sangrenta...;)

Quanto aos lobos, eu nunca vi, nem alguma vez ouvi referências a lobos nos últimos trinta anos.

Voltando aos esquilos, o meu guia de mamíferos europeus (Collins Field Guide - "Mammals of Britain and Europe", por David Macdonnald e Priscilla Barret, comprei-o pela Amazon) diz que os nossos esquilos (esquilo vermelho, Scirus vulgaris) são diurnos, ficam activos a partir de meia hora depois da alvorada, têm picos de actividade 3 a 4 horas depois da alvorada e 2 a 3 horas antes do ocaso. Preferem as florestas de coníferas (ou seja, aqui na zona, pinheiros e pseudotssugas). Não hibernam, mas podem permanecer no ninho durante vários dias quando o Inverno se torna mais rigoroso.

Espero que isto ajude, Rui. Mas é tudo principalmente uma questão de sorte...

Pedro amaro disse...

Nos ultimos dois anos avistei vários esquilos na nossa zona o que é bom.O ultimo qui vi foi próximo de Oliveira do Hospital na semana passada. Infelizmente alguns avistamentos localizaram-se na estrada...
Boa semana!

Pokoyo disse...

Consegui fotografar um coelho e uma dessas aves com riscas brancas (quem teve uma branca fui eu, que não me lembra o nome) e um bico atras da cabeça, cruzar-me com uma raposa (que me deixou bem claro que não gostava de paparazzis), codornizes (acho eu, são aquelas aves que fogem a correr e não a voar), mas esquilos ainda não, será que por aqui do lado das cortes há disso?!?

ljma disse...

Pokoyo, essas "aves com riscas brancas e um bico atrás da cabeça" não serão as poupas?

Não sei bem onde estão os esquilos. Este ano vi-os perto do parque de campismo do Pião (sobre a Covilhã) e na floresta na periferia da Nave de Santo António, a caminho de Manteigas. Há-os também na zona do Sabugueiro. Nas Cortes não sei.

Saudações!

Filipe Martins disse...

Boa tarde

As populações de esquilo na serra da Estrela, felizmente, têm vindo gradualmente a aumentar. Deste lado da serra (Seia) chegam a colonizar os parques urbanos da cidade. Outros locais onde facilmente se detectam (é mais facil procurar vestigios que os próprios "bichos") são o Sabugueiro, a Mata do Desterro, a Lapa dos Dinheiros, no perímetro florestal de Manteigas e no Covão da Ponte. Para os lados da Covilhã tenho ido pouco por isso não tenho acompanhado a evolução da espécie nessa área mas pelo menos na zona da Rosa Negra tem habitat favorável para a sua ocorrência.

Cumprimentos

Filipe Martins

famel disse...

Olá amigos!
No ano passado vi pela primeira vez na minha vida dois esquilos em lugares distintos, mas ambos em zonas de estradas.
Um vi-o na direcção Paul/Casegas junto à bonita Quinta do Casal, o outro encontrei-o na estrada que segue de Sobral de São Miguel para o cruzamento de Pedras Lavradas quando tinha parado para ver umas gravuras!
Foi uma supresa encontrar esse esquilo! É que eu imaginava esquilos em outros contextos, com mais árvores e menos rochas do que as encostas da Estrela e Açôr. E nunca foi um animal que se avistasse para as minhas bandas!

João Pereira disse...

Eu sei que este tópico está já um pouco ultrapassado, mas deixo o registo de um esquilo-vermelho que vi no Parque da Saúde da Guarda, junto do hospital, porque é a primeira vez que vejo um em Portugal a seguir de ter visto um em Lisboa, no Parque Florestal de Monsanto
Cumprimentos, João

Pokoyo disse...

É mesmo dessa ave que falava ljma! Já vi um esquilo nas Cortes e outro no Tortosendo e em conversa com colegas parece que andam por todo lado!

famel disse...

Ontem vi mais um esquilo na direcção Pedras Lavradas/Sobral. Desta vez foi já na descida de "Carvalho" para o Sobral. Consegui parar e observá-lo enquanto ele também ficou estático a olhar para mim. Era castanho/avermelhado e tinha uns olhos bem redondos! Não tinha máquina fotográfica :(

Nabais disse...

Boas desculpem estar a mudar o assunto, mas como o Pedro falou na distribuição do Lobo a Sul do Douro.

Gostaria de saber se me consegues confirmar a existência na Zona de Trancoso.
Abraço

ljma disse...

Olá, Nabais!
Não sei se te dirigias a mim a tua pergunta, mas respondo na mesma. Eu não posso confirmar a presença de lobos em lado nenhum. Nunca vi nem ouvi lobos em liberdade.

Abraço
José Amoreira

Anónimo disse...

Nabais. A zona de Trancoso é referida pelo ICNB como tendo uma população minimamente estável de lobos (claro que não comparável ao que há a norte do Douro).

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!