segunda-feira, maio 21, 2007

Capacidade de iniciativa

Hoje no público, no suplemento P2, uma notícia sobre uma iniciativa da (ou apoiada pela) Câmara Municipal de Borba: passeios de interpretação de flora, com incidência nas propriedades medicinais e gastronómicas das plantas observadas. Ontem, no suplemento Pública do mesmo jornal, um artigo sobre como os ex-guerrilheiros de um país da américa latina (El Salvador? Colômbia? Já não me lembro.) estão a usar as suas antigas bases e hospitais como locais de interesse turístico.

Porque é que falo nisto aqui? Porque são dois exemplos de como conhecimentos locais, meios locais, iniciativas locais, gentes locais são aproveitados em situações de crise, dando a volta a uma realidade que parece desesperada. Estes projectos têm a virtude de oferecer aos visitantes produtos que eles não podem encontrar em mais sítio nenhum do mundo.

O que fazemos nós, aqui na Serra da Estrela? Temos apostado no que é específico da Serra? Para além da neve, que cobre a zona mais alta da serra alguns dias por ano, que mais? Apostamos nas magníficas paisagens da Serra? No seu ambiente natural único? Nas possibilidades ímpares no nosso país para o turismo aventura?

Não. Temos paisagens magníficas, mas pretendemos apoios para "melhorar" as miseráveis pistas de esqui, que não satisfazem ninguém a não ser os principiantes. Achamos que essas mesmas paisagens ficam melhoradas "requalificando" pré-existências (é assim que autarcas e responsáveis do turismo se referem às várias ruinas vergonhosas que encontramos por todo o lado na Serra, quando querem evitar a sua demolição definitiva) e construindo mais algumas... Temos uma natureza única, rica em endemismos, mas nunca a referimos nos folhetos promocionais que produzimos. Temos vales com condições para serem, por si só, grandes cartazes turísticos, mas exigimos investimentos para os estragar com estradas de asfalto (parece que nunca são suficientes). Consideramos estas estradas necessárias para que que os turistas apressados que tentamos cativar cheguem mais rapida e confortavelmente à Torre, e mais rápida e confortavelmente regressem a suas casas. Não, nós por cá queremos é casinos, como os que há por aí em todo o lado. Telecabines como as que há no Parque das Nações. Subúrbios, como os que há (de luxo ou não) no Algarve, na Costa da Caparica, em Sintra. Começa agora a falar-se de outra "especificidade": o golfe. Nada nos projectos da Região de Turismo, da Turistrela, das autarquias ou das forças vivaças vai no sentido de desenvolver o que é específico da Serra da Estrela, os produtos que podemos aqui oferecer e que não se podem encontrar noutros locais. Queremos é esqui, apesar de o haver (e de muito melhor qualidade) noutros locais, muito próximos face às distâncias tipicamente percorridas pelos turistas hoje em dia...

Exigimos ao estado milhões para desenvolver projectos de imitação rasca (e inviável, dadas as nossas condições) de estâncias alpinas ou pirenaicas. Exigimos ao estado milhões para asfaltar caminhos e rasgar novas "acessibilidades". Exigimos ao estado milhões para fazer tunéis. Exigimos ao estado milhões para promover as aberrações que construimos com os milhões que o estado lá nos foi arranjando. Deixamos, entretanto, acumular toneladas de lixo e entulho, mas fazemos de conta que não vemos, ou condicionamos a resolução desse problema à educação das hordas de visitantes que ano após ano celebramos. Chamamos a este circo desclassificado "o grande banquete do turismo". Queixamo-nos, ressentidos, num dado concelho, de que todos os investimentos são canalizados para os restantes e continuamente inventamos protagonismoszinhos, conflitos e guerrinhas entre comarcas. Gritamos que "vamos acordar o gigante adormecido", nos anos em que o governo anuncia planos de investimento, e que a Serra da Estrela está votada ao esquecimento, nos anos em que esses anúncios não se fazem ouvir.

E a tudo isto chamamos desenvolvimento do turismo, em tudo isto vemos provas da capacidade da iniciativa local.

Caramba, nunca, nunca aprenderemos?

3 comentários:

al cardoso disse...

Provavelmente gostaram de ler a minha ultima entrada no: http://aquidalgodres.blogspot.com/
Creio que estara em alguma consunancia com o que se tem aqui escrito!

Um abraco d'Algodres.

avelana disse...

ah! mas este fim de semana temos a subida do Tintinolho

a não perder !!

"O Padrinho" disse...

Venho por este meio desafiar-vos a enviarem-nos um postal de aniversário até ao próximo Domingo (quando cumprimos 3 anos de blogoesfera), de preferência em formato jpeg e um postal verdadeiramente mafioso. Contamos convosco!
Saudações mafiosas!

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!