quinta-feira, dezembro 14, 2006

Sabia o caro leitor...

... que na Serra da Estrela
"multiplicam-se também as empresas que organizam actividades ao ar livre, como passeios de balão, parapente, escalada, caminhadas ou digressões a cavalo"?
Deve ser verdade, pois se quem o diz é o jornalista Ricardo Fonseca num artigo publicado hoje na revista Visão... Eu não sabia, mas deve ser por andar distraído...

Faz lembrar a publicidade, da Turistrela e da Câmara da Covilhã, que também foi publicada na Visão, a que me referi aqui. Uma diferença importante é que o artigo de hoje não vem identificado como publicidade...

3 comentários:

Vympell disse...

Multiplicam-se entre aspas.

Só existem 6 empresas no país totalmente legalizadas a operar na Serra da Estrela (com o alvará da DGT e com a Licença Ambiental do ICN para operar no PNSE).

Destas, apenas 3 são da região. (Adriventura, Serra Aventura e Universo TT). De resto, mais ninguém cumpre todos os requesitos legais, inclusive a Turistrela e o Skiparque.

De acordo com a lista de ICN, nenhuma associação e clube da região possuem licença para operar no interior do PNSE, pelo que qualquer actividade desportiva que organização e orientam (b.t.t., caminhada, orientação, etc) no interior do PNSE é totalmente ilegal.

As regras e as multas é que não são iguais para todos...

ljma disse...

Vimpell, obrigado pela informação. Mas com ou sem as necessárias condições legais, que empresas oferecem aqui passeios de balão? Estão-se a multiplicar as que oferecem passeios de cavalo? As de escalada?
Mesmo não ligando aos detalhes legais, que por cá parecem ser de somenos importância (é como os estudos de impacte ambiental), este tipo de actividade turística está por cá na efervescência que se pretende apresentar no artigo? Parece-me que não. Parece-me que se trata apenas de publicidade e que não corresponde à realidade do produto publicitado.

Vympell disse...

De facto, esta notícia é enganadora e tendenciosa, servindo somente para empolgar uma determinada empresa. Vocês sabem aquela da concessão que tem o desplante de afirmar que aqui não há efeitos do aquecimento global. (Para eles só lhe digo: lembram-se quando as existiam pistas nos Piornos? Enfim...)

É óbvio e os indicadores estão à vista. Estas actividades são o futuro do turismo da nossa Serra. Mas de momento, esses senhores não querem (ou não lhes interessa) ouvir delas. Apenas as utilizam como fachada (mais uma entre trilhões de muitas).

Só querem saber do "ouro branco". Mas é na própria neve (essa sereia encantadora) que está o "calcanhar de Aquiles" de aqueles que a consideram e a veneram como "solução final" para o desenvolvimento turístico sustentado. Mais cedo ou mais tarde, o encanto desaparece e sonho desmorona-se transformando-se num apavorante pesadelo.

E este ano já pode ser bom exemplo... (e não é só aqui)

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!