sexta-feira, outubro 27, 2006

Tons de Outono

A Sagração do Outono Esta imagem mostra um pequeno bosque de árvores de folha caduca na encosta sobre a Covilhã. Esta encosta era um grande pinhal que ardeu todo, num pavoroso incêndio em 1991 (mais ano, menos ano). Sobreviveram apenas alguns castanheiros, carvalhos, bétulas (por serem muito menos inflamáveis do que os pinheiros) e os pinheiros do Parque de Campismo do Pião.
Com o passar dos anos, as mimosas tomaram conta das zonas de menor altitude mas, a partir de meia encosta (cota dos 900 m, ou perto disso), em condições menos favoráveis às mimosas, as espécies autóctones tiveram a sua oportunidade e aproveitaram-na, tendo resultado estes pequenos bosques.
Imagine agora o leitor que esta encosta era, toda ela, uma floresta de carvalhos, castanheiros, vidoeiros, bétulas, freixos, tramazeiras. Ou seja, imagine que se tratava de uma verdadeira floresta autóctone, como as que foram praticamente expulsas do nosso território com a "pinhalização", depois com a "eucaliptização" e, por fim, com a "mimoseirização". Partindo da pequena mancha de cor que se vê na fotografia, imagine o espectáculo que não seria esta encosta, agora no Outono. Imagine a alegria que não seria a Primavera.
Não acha que se poderia, como nas montanhas do leste dos Estados Unidos, usar uma tal floresta como grande cartaz turístico? O que acha que atrairia mais visitantes, uma floresta assim, ou a urbanização que a Turistrela, a Região de Turismo e a Câmara da Covilhã querem construir, exactamente nesta mesma encosta, perto da Varanda dos Carqueijais, a cerca de 1000 m de altitude?
Pois é, para se poder aproveitar a natureza, é preciso conservá-la. Mas quem o tenta fazer é acusado de fundamentalismo! Isto entende-se, caro leitor?

4 comentários:

antonio disse...

É verdade! No nosso País continua-se a agredir constantemente a natureza cometendo crimes ambientais de toda a espécie e não se aproveitam as potencialidades que a natureza oferece a custos muito reduzidos!
Já Almeida Garret dizia no livro " Viagens na minha terra" com ironia, que Portugal tinha um solo,tão bom, tão bom... para cobrir de alcatrão (macadame, nessa época).

al cardoso disse...

Nao poderia estar mais de acordo, eu que vivo aqui na America, sou dos primeiros a comprovar aqui que diz no que respeita a florestas de folha caduca.
Sem duvida nenhuma que a "nossa Serra" ficaria muito muito mais linda assim.

Um bom fim de semana.

ljma disse...

Al, obrigado por corroborar "in loco" a minha referência aos EUA!

UheccaGil disse...

Nesse caso, sou fundamentalista.

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!