terça-feira, julho 25, 2006

Mas não é tão óbvio?

Para desenvolver o turismo na Serra da Estrela, o que falta são mais e melhores ofertas de actividades de ar livre e menos infraestruturas no coração da Serra. Mais trilhos, mais guias, mais cavalos e burros, mais escalada e montanhismo, mais canoas, mais bicicletas, mais parapente. Menos, muito menos, mamarrachos, menos "núcleos de recreio", menos vontade de aumentar o número de residências de férias nas Penhas da Saúde e na Varanda dos Carqueijais, menos vontade de construir casinos, menos estradas de asfalto, que as que há já chegam para a confusão daqueles fins de semana.
O que falta, nesta maravilha da natureza que é a Serra da Estrela, é turismo de natureza!
E onde ficam hospedados os turistas? Obviamente, em pensões, hotéis e parques de campismo, situados nas localidades. Nas Penhas da Saúde e e nas Penhas Douradas podem aproveitar-se as infraestruturas que já existem, mas não construir mais, para não descaracterizar estes aldeamentos. Nos outros recém-inventados "núcleos de recreio", nada! Nem construção, nem reconstrução. Quando muito, demolição!

Nem mais um mamarracho no coração da Serra da Estrela!

4 comentários:

UheccaGil disse...

Posso dar uma sugestão? A minha casinha de família está literalmente a cair aos pedaços. Ainda sem partilhas feitas ninguém tem ideias pra reconstruir ou fazer lá seja o que for. Eu sou licenciada em Tradução, sei umas quantas línguas, é verdade, (e algumas bem esquisitas), mas se conseguisse alguma forma de ajuda para reconstruir as casas (uma de pedra, outra tijolo) e trasnformá-las em turismo de natureza... caramba, deixava Lisboa em 3 tempos e fixáva-me aí! Ainda por cima nas Cortes do Meio, tão perto de Unhais e da Covilhã. Sem estradas verdes. Só natureza...
Bolas, que utopia.

Gosto dessa da Associação sugerida nos comentários do post abaixo! I'm in!

Tiago P disse...

Cara UheccaGil,
uma pesquisa pelo site do Instituto de Financiamento ao Turismo vai concerteza ajuda-la em sonhar mais concretamente com essa vontade. Dá trabalho e é complicado, mas tambem imagino que esteja habituada a isso quando teve que aprender as tais linguas esquisitas!
Felicidades

João disse...

Eu tenho uma ideia muito, mesmo muito similar embora eu já não esteja em Lisboa, o problema é mesmo o arranque $$$

UheccaGil disse...

Do Financiamento, diz o Tiago? Ok, vou ver isso e informar a famelga. Sabe, eu sabia que antes davam um apoio considerável a este tipo de iniciativas mas que depois cortaram com os apoios ou até que eram insignificantes. Mas vou ver isso. Pode ser que tenham caído em si. Obrigada!

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!