sexta-feira, junho 02, 2006

Uma questão de grau

Recebi estas imagens por email, "servidas" como uma boa piada, que o são. Mas (e nisto é que está a graça) o que mostram é verdade. É no Dubai, um dos Emirados Árabes Unidos, no norte da Península Arábica. É muito quente. Pode ficar a saber mais sobre esta estância aqui ou aqui.
Parece-me que entre esta maluquice das arábias e o que a Turistrela anda a fazer por cá, há apenas uma diferença de grau, que a atitude é essencialmente a mesma. Já que, pelos vistos, alguma maluquice tem que haver, sugiro que, em vez de se planear a sua ampliação selvagem, se desmonte a estância de esqui ao ar livre da Torre e se construa uma destas em Manteigas, ou em Gouveia, Seia, Covilhã, Guarda, ou ainda no Algarve, que lá é que ficava mesmo, mesmo a matar.

6 comentários:

Remels disse...

belo projecto
tenho dito

Daniel disse...

Eu também acho bem mais grave o que se tem feito na Torre e o que ainda se quer fazer. Pelo menos no Dubai não se estragou grande coisa.
De certeza que essa estância no Dubai funciona mais dias por ano que a da Torre.

ljma disse...

Bem, estas coisas têm custos ambientais, no Dubai ou na Serra. Esses custos não costumam aparecer na factura, nem nas declarações de impostos, são (no jargão da especialidade - que não é a minha) externalizados. Ou seja, pagamo-los todos, com os nossos impostos. Quer ver? Quanto custa tratar as águas poluídas que usamos para o consumo? Quanto custa uma praia ser proibida por causa de uma descarga de suinocultura? Quanto custam as consequências do aquecimento global? Qual o custo ambiental do desperdício de energia gasta para produzir a neve? Este tipo de perguntas têm uma resposta simples: não sei, nem me interessa, o contribuinte é que paga.

Mesmo assim, por razões sentimentais e porque o que se faz na Torre também vem com facturas encapotadas, também preferia que deixassem a Torre em paz e fizessem uma coisa destas cá por baixo...

al cardoso disse...

Tambem o gostava de ver estas coisas, em cotas menos elevadas.

João L. disse...

Caro Cântaro, não dê muitas ideias não vá a Turistrela lembrar-se de fazer uma estância destas mas com o termómetro no interior a marcar 30 graus Celcius. Isto é, em vez desta, uma estância no planalto da Torre com uma praia artificial, umas ondinhas ... tudo devidamente enquadrado com umas palmeiras ...

ljma disse...

A praia mais alta de Portugal! E, para poupar no jardineiro, as palmeiras podiam ser de plástico...

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!