sábado, maio 13, 2006

Euromilhões

“À Turistrela e à serra saiu o euromilhões” disse Artur Costa Pais ao “JF”, a propósito da nomeação de Luís Patrão para o turismo.
(In Jornal do Fundão, edição de 11 de Maio de 2006)
Luís Patrão é o irmão de Jorge Patrão, que é presidente da Região de Turismo da Serra da Estrela, que é o organismo estatal (ou semi-estatal?) que tantas vezes parece o departamento de relações públicas da Turistrela, que é a empresa privada concessionária da exploração turística do território do Parque Natural da Serra da Estrela, e que (ab)usa (d)esta concessão como se se tratasse da concessão de exploração de uma praiita pobre e poluída, empobrecendo-a e poluindo-a ainda mais e beneficiando, na sua louvável (?) actividade, de fundos e apoios públicos, sempre defendidos por aquele organismo estatal (ou semi-estatal?) a que me referi ao início.
Não sei nada da vida passada de Luís Patrão. Ou melhor, não quero saber nada da vida passada de Luís Patrão, quero dar-lhe o benifício da dúvida.
Mas a felicidade demonstrada pela sua nomeação por Artur Costa Pais, o accionista maioritário da Turistrela, é muito, muito preocupante...

4 comentários:

Refúgio da Montanha disse...

Realmente é bastante peculiar o que se passa na área do Turismo...acho mesmo que talvez desse um bom argumento para um filme com um nome...humm, não vou ser original, talvez..."Ligações Perigosas"?!?!?

Já agora os meus mais sinceros parabéns pelo Blog o qual acompanho com interesse, pois também estou preocupado com a "nossa" serra.

P.S. Tomei a liberdade de fazer um Link no meu blog ao "O Cântaro Zangado"!

ljma disse...

Reparei, e já retribuí a "linkagem".
As ligações ao blogspot hoje estão uma porcaria; como resultado, o seu comentário foi afixado 4 vezes! Apaguei as três cópias desnecessárias.

João L. disse...

“À Turistrela e à serra saiu o euromilhões”
Esta é daquelas de antologia. Um tipo que diz isto ou não percebe o que disse ou se sente impune para fazer o que lhe dá na gana. Primeiro, porque sugere que o que é bom para a Turistrela é bom para a serra. Depois tem implícita a tendência para a política do “amigalhaço no sítio certo”, sendo até muito embaraçosa para o recém nomeado. Por outro lado, sugere uma relação cúmplice entre uma empresa privada e a respectiva entidade pública reguladora ... e por aí fora.
Toda a gente vê isto.

ljma disse...

Caro João I, Bem vindo ao Cântaro. Excelente achega a sua. De facto, como diz, é uma tirada que compromete Luís Patrão. Mas terá Luís Patrão a sensibilidade para
embaraços destes? Ou estar-se-á ele nas tintas para os comentários do "povo"? Na fundação para a prevenção rodoviária (lembra-se?) não pareceu muito preocupado com a clareza de certos procedimentos... E quando o caso veio a público, continuou alegre da vida. Foram necessárias audiências parlamentares, que causaram um embaraço insuportável ao governo de Guterres, para suas excelências (Patrão e Armando Vara) apresentarem a demissão (imagino que porque se o não fizessem, seriam demitidos). Mas enfim, a ver vamos. Seja como fôr, a tirada de Artur Costa Pais diz tudo, caramba.

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!