domingo, outubro 28, 2007

Ça ira!

No sábado à tarde, fui para a encosta sob os Poios Brancos semear bolotas, a cerca de 1500m de altitude. Deitei na terra três quilogramas, ou seja, qualquer coisa como trezentas bolotas (mais para mais do que isso do que para menos). Quando regressava ao carro, resolvi dar uma volta mais abaixo, para os lados da Lagoa Seca, ali perto. Qual não foi o meu espanto quando dei no chão com dezenas de carvalhos bebé como o que mostro na figura!

Parece-me que se trata de árvores semeadas no ano passado (não sei se em esforços enquadrados pelo programa Um milhão de carvalhos para a Serra da Estrela). No próximo Outono, veremos os resultados do que fizermos neste!

4 comentários:

FRANCISCO T PAIVA disse...

O Obrar manifesta apreço pela iniciativa.

"O Padrinho" disse...

Uma noticia curiosa sobre os efeitos do aquecimento global

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=114&id_news=302105

"O Padrinho" disse...

como o link ficou cortado trancrevo a noticia:

Seca: Cidade australiana submersa há 50 anos reaparece
Uma cidade no sudeste da Austrália submersa há 50 anos reapareceu devido à pior seca dos últimos 100 anos no país.

Submersa sob um lago artificial desde 1957, a cidade de Adaminaby poderia ter sido esquecida debaixo das águas, mas com o longo período de seca que atinge essa parte do país, as suas ruínas voltaram a aparecer gradualmente.

A 150km da capital, Camberra, na região montanhosa de Snowy Mountains, há meio século Adaminaby era uma aldeia próspera e tinha crescido ao ritmo da exploração de uma mina de ouro e de cobre.

No fim da Segunda Guerra mundial, o país lançou um grande programa hidroeléctrico, destinado a abastecer cidades ascendentes e assegurar a irrigação da zona agrícola.

O projecto até então era considerado uma grande obra de engenharia civil, com as suas 16 barragens e túneis que ligavam sete centrais hidroeléctricas. Mas, para os habitantes da aldeia, foi o fim de uma época. Escolhida para acolher uma das barragens, a cidade inteira ficou submersa sob o lago Eucumbene.

Hoje, onde há pouco se situava o acesso ao lago, após seis anos de seca, lentamente as fundações da antiga cidade reapareceram.

30-10-2007 13:50:57

in Diário Digital

Carlos de Matos disse...

Ola Ljma

descobri este site por acaso e estou mesmo a apreciar.

En proprio semeo todos os anos kilos de bolotas, penso que é o meio mais adequado para se reflorestar do facto de manter um "pivot" que serà uma garantia de sobrevivencia.

E o meu primeiro post mas penso contribuir regularmente.

Carlos

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!