segunda-feira, setembro 03, 2007

Bibliografia acessível

Tenho dificuldades em encontrar nas livrarias livros sobre árvores. Deixo aqui duas sugestões. Faço esta recomendação mais por razões de acessibilidade do que pela qualidade científica, que não sei o suficiente para avaliar.

A primeira, gratuita, é o Manual Sinxelo de Reforestación por Sementeira (em galego, mas disponível também em inglês), da Oficina de Medio Ambiente da Universidade de Vigo. O subtítulo deste documento é "Como contribuir a crear bosques e recuperar zonas degradadas polos incendios", ou seja, adequa-se, nas intenções, ao esforço de reflorestação do programa Um milhão de carvalhos para a Serra da Estrela. As árvores que os galegos consideram apropriadas são também, essencialmente, as que fazem falta à Serra: carvalho negral, vidoeiro e carvalho alvarinho (este último até aos mil metros). Por isso, e por ser de fácil leitura, parece-me que é um texto a estudar com cuidado.

A outra recomendação é a série "Árvores e Florestas de Portugal" do jornal Público. Os volumes mais interessantes aqui para a Serra da Estrela são o 2º ("Os Carvalhais — Um património a conservar"), o 5º ("Do Castanheiro ao Teixo — As outras espécies florestais") e o 9º ("Guia de Campo — As árvores e arbustos de Portugal continental"). Estes livros podem ser obtidos nas lojas Público ou na loja online.

5 comentários:

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Este vídeo também é interessante:

http://www.quercustv.org/spip.php?article75

Embora, eu ache que a explicação esteja um pouco para o "complicativo".
Isto é, em primeiro lugar não é necessário ter uma estufa; em segundo lugar, a colocação das bolotas logo directamente nos recipientes é capaz de ser mais simples do que colocá-las primeiro em areia e só depois de germinarem fazer a mudança para os vasos.

Uma coisa é certa...estes "alvéolos" que eles mostram são espectaculares pois facilitam quando mais tarde se pretende transplantar a planta para o seu sítio definitivo.

Um abraço e semeia umas bolotas por mim.

Penhas disse...

http://www.cm-evora.pt/LojadosSonhos/PDF/Caderno%20de%20Bio-Actividades.pdf

http://194.38.148.228/images/stories/sensibilizacao/2006_dgrf_conhecerasarvores_livro.pdf


"Carvalho" Eufemismo que algumas pessoas usam para não dizer o palavrão que todos conhecem.
Ex. És um men do carvalho.

ljma disse...

Obrigado pelas vossas dicas.

Pedro, se calhar, as complicações da estufa e da areia húmida são para se ter a árvore pronta a transplantar no próprio Inverno imediatamente a seguir à sementeira, não sei. Mas também me parecem escusadas.
Acerca dos alvéolos, eu gostava de comprar umas cuvetes para as árvores, que os vasos não dão jeito nenhum. Vou um destes dias ao viveiro da Malcata, ver o que lá têm (é claro que conto comprar a cuvete já cheia de carvalhos, hehehe).

Penhas, outro exemplo: "É um trocadalho do carvilho."

Penhas disse...

Quase me parece, ter, uma ideia errada!
Parece!
"Um sumas de ananol"

Revolta da Beira disse...

Existem mais livros quando tiver um tempo já te indico alguns.

Quanto a colecção do Público pena que tenha sido limitada e não chegou para todos.
Não sei qual é o interesse de fazer este tipo de publicações em numero reduzido quando há falta de livros em português.
Boas Plantações

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!