sexta-feira, julho 20, 2007

Bom fim de semana!

Para além das bolotas que semeei no programa "Um Milhão de Carvalhos para a Serra da Estrela", deitei à terra mais algumas por conta própria. Neste local, perto das Penhas da Saúde, coloquei seis bolotas. Pegaram quatro! Não reguei, não cuidei, nada. Bolotas fresquinhas, enterradas dois ou três centímetros no chão, é tudo.

Vamos ver como é que estes pequenos carvalhos (acho que este da figura é um carvalho-alvarinho) aguentam o Verão. Oxalá cresçam fortes e saudáveis. Oxalá a taxa global de sucesso do primeiro ano do programa seja comparável à que (por enquanto) se verificou aqui.

7 comentários:

Rui Peixeiro disse...

Olá José,

Há muito que não passava por aqui a comentar, mas leio sempre, que o Google Reader não deixa nada para trás!

Fico contente em ver que os carvalhos estão a pegar, partindo de bolotas somente enterradas...


Passei para lhe pedir um favor... Para o ano que vem, quando for altura da recolha de bolotas, seria bom se fizesse um post sobre o que apanhar, o que fazer as bolotas e como as plantar. Certamente, muitos como eu, que muitos fins de semana têm de trabalhar, gostariam de poder contribuir para uma Serra mais bonita, mas não sabe bem a melhor forma de o fazer e nem têm disponibilidade de irem com o "pessoal do milhão de carvalhos".
Gosto muito de zonas de carvalhos, e a área circundante das Penhas da Saúde, actualmente muito "despida", ficaria a ganhar muito com alguns carvalhos plantados por nós!

Se poder, na altura, lembre-se la então de nos dar um breve manual "DIY" sobre "Plantar bolotas"

Um abraço e bom fim de semana.

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

José,

Parabéns pelos teus rebentos!Esse é um "bichinho" que fica para toda a vida...

Vamos ter esperança que a maioria das árvores sobreviva; em termos meteorológicos o ano está a ajudar pois a Primavera foi chuvosa e este início de Verão também está a ajudar.

Abraço e bom fim-de-semana

ljma disse...

Rui,
Percebo perfeitamente isso que diz de não ter disponibilidade para colaborar de forma mais organizada. Por essa mesma razão é que tive uma colaboração parcial, e semeei bolotas "por conta própria", também.
Mais para a frente tentarei escrever qq coisa, mas o que sei (ou melhor: o que penso que sei) não dá para muito... Pelo menos, espero poder fornecer umas fotos e links para sítios com mais informação.

Pedro, tens razão, é um bichinho. Apanhei este bichinho no Outono passado (acho que foste um dos que me infectaram), e agora passo o tempo a tentar identificar as árvores com que me cruzo... Eu tenho mais alguns carvalhos (e um castanheiro) em casa, semeados em vasos. Esses estão maiores que os que aqui referi porque "nasceram em berço de ouro". Espero "soltá-los" no Outono. E ainda tenho que ir ao viveiro do Sabugal, onde quero comprar uma palete, para libertar também no Outono. E já cravei um amigo, que tem tramazeiras nas Penhas da Saúde e que todos os anos arranca pernadas em excesso, para mas dar para as espetarmos por aí. E li não sei onde que as bétulas são muito fáceis de semear, basta atirar as sementes ao vento. Vai ser um Outono ocupado, oxalá tenha vida para metade dos projectos...

Cristina disse...

Esse nasceu livre, parabéns!

Hoje "soltei" 3 aqui da minha creche de mudas. Me senti menos mal quando li seu post.

Como é estranho isso... :) essa serra daqui um tempo estará linda.

Abraço do Brasil.

José Veloso disse...

Parabéns, Cântaro!

Que bonito está o carvalhino...

Espero poder subir para a semana e ver como estão os que plantamos lá bem nas alturas.
Um abraço e até à proxima campanha do Outono. E sexta, às 16h30 na Mãe D'Água das Amoreiras em Lisboa, lá estarei a dar um abraço ao Zé Maria Saraiva, a quem a Confederação Portuguesa das Associações de Defesa do Ambiente atribui o Prémio Nacional do Ambiente 2006/07, que pretende distinguir quem, na sua acção, é "amiga do ambiente".

ljma disse...

José Veloso, não sabia desse prémio! O Zé Maria Saraiva está de parabéns, assim como, à nossa medida, todos os que colaborámos com ele. Fixe!

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

A iniciativa "1 milhão de carvalhos para a Serra da Estrela" merece todos os elogios. Parabéns, mais uma vez, da "Sombra Verde" ao José Maria Saraiva e a todos os que colaboraram, de forma tão desinteressada, nesta iniciativa.

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!