terça-feira, abril 17, 2007

A não perder

Um excerto da sinopse desta exposição:
Os autores chegaram à conclusão que não queriam fazer unicamente uma exposição de fotografias. Queriam sim realizar uma obra que, sendo simples e através das suas fotografias, conseguisse dar conta das suas sensações de quando estão na montanha. Uma obra que se poderá concretizar na forma de uma exposição que, cá em baixo, no meio destas casas, leve o observador em mente e coração lá acima, entre vales e cumes, à neve e ao sol, às árvores e aos rios, ao frio do ar e ao quente de um abrigo nocturno.
Verifica-se que infelizmente as montanhas são cada vez mais "maltratadas" e menos respeitadas. São os sucessivos incêndios de verão, a massificação do turismo, a exploração indiscriminada dos recursos ambientais existentes, entre outros. Os autores consideram que, gostando das montanhas, devem fazer algo mais para defender e preservar os seus ecossistemas, tão frágeis ecologicamente. Pensam que uma boa maneira de o fazer é respeitosamente mostrá-las através dos Olhares que têm sobre elas, através da Fotografia. Ao mesmo tempo, pretendem dar conta da forma simples com que encaram a montanha, convivendo com ela, e não competindo com ela.
Com certeza que vou ver esta exposição, e suspeito que lá hei-de ir mais cedo que tarde.

A propósito, confesso que também eu considerei que "gostando das montanhas, devia fazer algo mais para defender e preservar os seus ecossistemas, tão frágeis ecologicamente". É essa, e apenas essa, a razão da existência d'O Cântaro Zangado e do meu empenhamento na Plataforma pelo Desenvolvimento Sustentável na Serra da Estrela.

1 comentário:

Antonio Delgado disse...

Estimados amigos,

Dei uma vista de olhos no vosso blog e de verdade atraiu-me bastante os temas que postam e o vosso interesse na defesa da Serra da Estrela. Desejos-vos as maiores venturas nessa vosso procedimento e irei estar atento ao vosso blog.
Cordialmente
Antonio Delgado

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!