quarta-feira, novembro 01, 2006

Por falar na paisagem...

Veja-se este artigo do Público, a que cheguei via Máfia da Cova.

Câmara de Manteigas pede obras urgentes na estrada para a Serra da Estrela

31.10.2006 - 15h57 Lusa
A Câmara de Manteigas reclamou hoje do Governo a realização de obras urgentes de alargamento na Estrada Nacional 338, que liga Manteigas a Piornos, para evitar que a via fique intransitável de cada vez que chove com intensidade, como aconteceu na semana passada.
Segundo o presidente da autarquia, José Manuel Biscaia, a via que faz a ligação entre a vila e a Torre (o ponto mais alto da Serra da Estrela) mantém-se intransitável desde quarta-feira, quando chuvas intensas provocaram inundações um pouco por todo o país.
Já estão a ser realizadas obras de reabilitação de muros e de limpeza da estrada, mas o autarca adiantou que a via permanece fechada, "apenas sendo permitida a circulação para os veículos envolvidos nos trabalhos".
Como a EN338 é a única estrada que faz a ligação de Manteigas com a Serra, e como os seus habitantes, segundo José Manuel Biscaia, necessitam de turistas "como de pão para a boca", a autarquia defende a realização de obras de alargamento e melhoramento do acesso, para evitar que a situação se repita ao longo do Inverno.
Os desmoronamentos de terras surgem em consequência do incêndio ocorrido no Verão de 2005, uma vez que a encosta do vale Glaciar do Zêzere por onde a estrada passa, ficou desprotegida e exposta à erosão.
A Câmara de Manteigas refere, em comunicado, que as entidades responsáveis já foram alertadas "para os perigos decorrentes da erosão e da não contenção de taludes".
Contudo, acrescenta, "aproxima-se novo Inverno sem que sejam tomadas as necessárias medidas que permitam uma natural fluidez de trânsito numa via de acesso privilegiado à Torre".
"A Câmara Municipal continua a aguardar resposta do senhor secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas e das Comunicações [Paulo Campos] aos pedidos de audiência apresentados para que se encontre uma solução que resolva a precariedade e os perigos eminentes na travessia do percurso do Vale Glaciário mais emblemático do Sul da Europa", disse.
Ou seja, como já não há na encosta árvores que segurem os solos, as chuvadas que se verificaram em Outubro provocaram derrocadas que soterraram a estrada. As chuvas de Outubro podem ter sido excepcionalmente violentas, mas são excepções com as quais teremos que conviver cada vez mais frequentemente, em resultado das alterações climáticas. Estas derrocadas mantêm soterrada uma estrada com seis metros de largura há já uma semana. Que garantias há que o resultado fosse outro se a alargássemos até aos dez ou quinze metros?
O vale glaciar do Zêzere é espectacular. É perfeitamente admissível que seja considerado "o mais emblemático do Sul da Europa". Com uma via rápida a sério a percorrê-lo, bem larga, com bons taludes e um ou outro viadutozito, seria ainda emblemático, sim, mas apenas da nossa capacidade para destruir as paisagens.
Os habitantes de Manteigas precisam de turistas "como de pão para a boca" mas, estranhamente, a Câmara de Manteigas asfaltou muitos caminhos e veredas para as maravilhas naturais do concelho (e não são poucas). Facilita-se o acesso dos turistas, assim se diz. Pois, facilita-se tanto que eles rapidamente despacham a visita, sempre a bordo dos seus automóveis: um pulinho ao Covão da Ponte, um pulinho ao Poço do Inferno, uma paragenzita no Covão da Ametade já de saída para as Penhas da Saúde ou para a Torre... Afinal, querem os turistas em Manteigas ou querem-nos de lá para fora, rapidamente e em força, a caminho da neve?
Por fim, se é verdade que este problema que tanta preocupação causa ao Sr. Presidente da Câmara de Manteigas foi causado pelo incêndio de 2005, que expôs a encosta à erosão... Não seria mais lógico, em vez de pedir o alargamento da estrada, pedir apoios para a reflorestação?!

3 comentários:

al cardoso disse...

Se de facto houvesse tanta diligencia em pedir e promover reflorestacao, como em obras que envolvem betao e alcatrao, seriamos um dos paises mais bonitos e agradaveis da europa.

Ai os "patos bravos" que vieram para ficar!!!

TPais disse...

Se o sr presidente de camara esta tão preocupado com o dinheiro a gastar na recuperação da estrada 338 que é o "pão para a boca" de Manteigas, porque não fez nada para impedir ou minimizar as derrocadas que cortaram a estrada?Não foi por falta de aviso ou conhecimento!Teve mais de um ano para proceder à estabilização da encosta que ardeu em 2005!Ou será que esperavam um evento como este para depois poderem justificar um pedido de ampliação da estrada desta feita pago pelo estado?

Cova Juliana disse...

Acho uma graça a estes pedidos...
É como aquele que lhe chove em casa. Em vez de subir ao telhado e compor a telha que saiu do sítio, mete um balde a aparar a água...
Enfim... deveriam era de ir à raiz do problema, em vez de andarem a remendar. A estrada até pode ter 50 metros de largura, se a base do problema nao se resolver...

Algarvear a Serra da Estrela? Não, obrigado!